Rodrigo Barreto é campeão Brasileiro de 160km no Enduro Equestre

22/09/2021 as 11:37

Nos dias 17 e 18 de setembro, as trilhas da região do Haras Minas Gerais, em Caetanópolis - MG, ficaram movimentadas pelos enduristas de cinco estados que buscavam o título de diferentes categorias no Campeonato Brasileiro de Enduro Equestre (CBEE) 2021.

Na maior categoria do esporte, CEI 3* 160km, o grande campeão foi o brasiliense Rodrigo Barreto que, montando Mandalla Rach, finalizou a prova após 8 horas e 51 minutos de trilha. Com velocidade média de 18.05 km/h após os seis anéis percorridos na disputa, Rodrigo conta que foi uma prova difícil, principalmente pelo calor e tempo seco na região. " O clima estava muito quente e seco, o que aumentou bastante a dificuldade para os cavalos. A trilha de lá é sempre bem legal de fazer, mas tem muitas subidas leves e longas, o que dificulta a percepção de dificuldade para o cavalo", explicou Rodrigo.

Rodrigo Barreto e Mandalla Rach rumo à vitória na relargada para o último anel



Mandalla Rach finalizou os 160km em perfeitas condições e venceu o prêmio de Best Condition da prova

Após uma penalização no primeiro vetcheck, Rodrigo conta que ficou mais fácil seguir sua estratégia inicial: "Como já era previsto o calor, a estratégia era andar mais no primeiro anel, que é mais fresco, e depois reduzir a velocidade. Acabou que a penalização no primeiro vetcheck facilitou a minha decisão de andar menos nos próximos anéis. Foi mais fácil fazer uma prova gradual e manter o foco na minha prova, que proporcionou que a minha égua chegasse muito bem até o final da prova."

O Brasileiro de Enduro acontece anualmente e é considerado uma das disputas mais esperadas do calendário nacional, por isso, a vitória tem sempre um gostinho especial. "Foi uma emoção muito grande. Eu já havia sido vice-campeão brasileiro de 160km em outro ano, e com a Mandalla tive duas eliminações recentes, ambas no último anel após provas muito boas. Conseguirmos fechar bem a prova no Brasileiro foi um resultado muito gratificante. Além disso, o Brasileiro sempre é muito especial porque todos vão com os cavalos muito bem treinados e experientes, para fazer provas fortes. A exemplo do Pedro (Marino) com Al Saida Larzac e o André (Vidiz) com Bonitão Endurance. Todo mundo dá o sangue para se consagrar campeão e o nível é mais alto do que em outras provas", finalizou Rodrigo.

Além da vitória na categoria mais difícil do Enduro, a FHBr obteve outros títulos e excelentes resultados na disputa. No sábado, mais uma disputa 3* foi realizada, dessa vez de 140km. A largada foi às 5h30 da manhã e, às 17h37, cruzavam a linha de chegada as competidoras Fernanda Abreu (MG) com Pocahontas HVP e Rafaela Barreto (DF) com Tannat XB. Após completarem os 140km juntas, a disputa ficou para o último segundo de prova, com um "sprint" emocionante e em alta velocidade que resultou na vitória da amazona da casa Fernanda (FHMG), seguida pela brasiliense Rafaela, ambas com velocidade média de 17.23km/h.

Pódio final da categoria CEI 3* 140km: a representante da FHBr Rafaela Barreto sagrou-se vice-campeã montando Tannat XB
 

Outra categoria que foi definida no "sprint" e trouxe mais uma vitória para a FHBr foi a CEI 2* 120km Young Riders. Após 7 horas e 21 minutos de trilha, o brasiliense Diogo Martins e o paranaense João Pedro Antocheski cruzaram a linha de chegada em altíssima velocidade na busca pelo título. O primeiro a cruzar a chegada foi o paranaense, porém após eliminação no vetcheck final, a vitória foi para Brasília e Diogo Martins sagrou-se campeão montando Verve Rach. A vice-campeã foi a paulista Helena Haaland com Valente HEB.


Diogo Martins (direita) em sprint na reta final dos 120km Young Riders: o cavaleiro foi campeão brasileiro da categoria montando 
Verve Rach 

 

Na categoria Adulto dos 120km, a FHBr também marcou forte presença no pódio. O vice-campeão foi Fernando Gonçalves montando Miranda Rach, com velocidade média de 17,16 km/h e a quarta colocação também foi de Brasília, com Cláudio Kalume e Fuerza Endurance, que finalizaram a prova com média de 16.15 km/h; 


Pódio final dos 120km Adulto:
2º - Fernando Gonçalves e Miranda Rach - Vel. Média 17,16 km/h (FHBr)
4º - Cláudio Kalume e Fuerza Endurance - Vel. Média 16.15 km/h (FHBr)

Encerrando os resultados das categorias FEI, no CEI 1* 100km, a prata e bronze vieram para Brasília: Rafaela Pantel sagrou-se vice-campeã montando La Tache D Jok Trio com velocidade de 18.07 km/h e o terceiro lugar foi de Isabella Campedelli e Taye, que concluíram a prova com média de 17.45 km/h.


Pódio final dos 100km Adulto:
1º - Pedro Stefani Marino e Conan D Jok Trio - Vel. Média 18.71km/h (FPH)
2º - Rafaela Pantel e La Tache D Jok Trio - Vel. Média 18.07 km/h (FHBr)
3º - Isabella Campedelli e Taye - Vel. Média 17.45km/h (FHBr)

 

Clique aqui para conferir todos os resultados da prova. 

A Federação parabeniza a todos pelos excelentes resultados, fruto de um trabalho consistente e de muito profissionalismo das equipes. Parabéns! 
Vale lembrar que a próxima prova de Enduro a ser realizada no DF contará com disputas de até CEI 2* 120km, e acontecerá no Brasília Country Club, no dia 09 de outubro. Bons treinos!


Fonte: CBH / Isabella Campedelli
Imagens: Luciana Toledo / Ricardo Saliba / Arquivo Pessoal